Por que marcas que contam histórias são as que encantam pessoas?



Uma coisa é fato: as marcas são como pessoas e cada pessoa é sua própria marca. Mas, antes que fique confuso, nossa equipe médica vai te explicar a importância de contar histórias em 2 diagnósticos rápidos e precisos com algumas dores que você pode estar sentindo, mas desconhece o tratamento.



Sua marca não tem coração


Marcas humanizadas não são mais aquelas que postam fotos de pessoas no feed ou que são divertidas sem propósito. São aquelas que despertam emoções, que fazem as pessoas se sentirem acolhidas, entendidas, seguras e amadas.


Portanto, marcas humanizadas existem para fazer as pessoas se sentirem parte de alguma coisa. E é aí que entra um fator muito importante: a humanização acontece quando você conta uma história que causa uma ação no outro. Se você descobrir essa ponte, nunca vai te faltar assunto para abordar nas redes sociais.


E por que estamos falando em humanização? Porque as marcas são como humanos (já que precisam entender, sentir e provocar emoções) e cada pessoa é sua própria marca. Para te explicar melhor sobre isso, vamos para a segunda grande dor:



Os executivos acham que só a marca precisa de estratégia


Você já entendeu que cada pessoa é uma marca, mas agora vamos te explicar os impactos disso na sua comunicação.


Antes de tudo, vale lembrar que, quando você (você mesmo, a pessoa que está lendo este texto!) decide ingressar em uma rede social, sua marca pessoal vira pública. Se, nessa rede, você opta por ser frequente, expor suas opiniões, seu posicionamento e suas histórias, deve atrair para seu espaço outras pessoas interessadas no que você tem a dizer. E, quanto mais faz isso com constância, mais gera autoridade e relevância.


Entretanto, quando você não faz isso claramente, acaba deixando seu posicionamento aberto a interpretações. E é como diz aquele ditado: quem não é visto não é lembrado. Ou mais do que isso: pior do que ser esquecido é ser lembrado como alguém que não criou laços com o público, que não encantou com as histórias que poderia ter contado e não se conectou com as pessoas. Um executivo que não tem nada a dizer deixa muito a desejar.


Por isso, seguir um plano de branding pessoal em paralelo ao da sua empresa é fundamental para CEOs, alta liderança ou executivos que precisam construir reputação digital. Afinal, nenhuma marca conta uma história sozinha. E, quando trazemos pessoas relevantes para a linha de frente das marcas, fortalecemos e entregamos ainda mais valor para o negócio.


Lembre-se: pessoas se conectam com pessoas. Se você for uma das pontes para conectar seu público ao seu negócio, as chances de gerar identificação ultrapassam qualquer fronteira. E você só tem uma missão: contar histórias que encantem.



E agora, doutora, por onde começar?


Simples: nenhuma comunicação é clara e encantadora sem esforço, mas você não precisa fazer tudo sozinho. As nossas doutoras têm tratamentos específicos para quem deseja potencializar sua voz nas redes sociais e gerar mais autoridade e relevância. Somos especialistas em criar marcas que contam histórias por meio das pessoas.


Por isso, nosso diferencial vai além de dar voz às pessoas: nós fazemos seu coração bater de novo. E, com os batimentos cardíacos em dia, você e seu negócio estarão em total sintonia: contando histórias, encantando pessoas e deixando uma marca no mundo.



Chegou a hora de fazer isso de um jeito simples, encantador e profissional. Quando estiver pronto, é só nos chamar!